Roland Street Cube – Quando a música sai à rua

Tocar na rua é dos maiores desafios que um músico pode ter: o público está de passagem, o tempo nem sempre é bom, a competição é grande e os espetáculos nunca têm hora marcada para acabar. Não é para tímidos e muito menos para pessoas carentes, pois quem gosta de vos ouvir tocar nem sempre retribui com a moedinha da praxe. Às vezes, nem com palmas.

O contexto é difícil e é preciso sobressair. E mesmo assim… há aquela história fantástica do virtuoso violinista que esteve numa estação de metro a tocar horas sem que ninguém reparasse nele. Mal sabiam os apressados que, na noite seguinte, centenas de pessoas iriam pagar um balúrdio para o ver em palco com o valioso Stradivarius com que estava a tocar, ali, ao alcance da mão.

Mas, parafraseando Shakespeare, o mundo inteiro é um palco, e quem quer mostrar-se pode sempre arranjar um cantinho. Se numa estação de metro até podemos contar com a acústica natural, na rua, numa praça, no meio da cacofonia urbana, é preciso que se façam ouvir. A Roland criou o Street Cube para os audazes.

Este amplificador portátil, para além de leve – pesa menos de 6 quilos – é alimentado a pilhas, que duram cerca de 15 horas. O seu design em ângulo foi pensado de forma a que projecção do som seja a mais eficaz possível.

Tem uma entrada de jack e outra XLR, que permite ligar uma guitarra e um microfone ao mesmo tempo. Cada um destes canais tem equalização e efeitos independentes, tendo o canal XLR – o mais indicado para ligar um microfone para voz – delay e reverb.

O canal para ligar a guitarra (ou outro instrumento) tem efeitos simples como flanger, tremolo, chorus e phaser, o que permite uma grande versatilidade para quem não tem uma pedaleira ou um conjunto de pedais. Traz oito equalizações pré-definidas, que vão do som do brit rock ao metal, do som limpo à simulação acústica, incluindo um afinador cromático.

Outra mais valia é uma entrada minijack (3,5mm) que permite ligar um leitor de mp3 para tocarmos sobre faixas pré-gravadas. Ou seja, todo o dinheiro que fizerem é vosso e não têm que o dividir com ninguém.

Se quiserem ser ouvidos com qualidade e autonomia, o Roland Street Cube é uma excelente escolha, seja para tocar na rua, no quarto, ou na garagem. Recomendamos é que pratiquem muito, para não terem chatices com o vosso primeiro público: os vizinhos.

Passem pelo Salão Musical de Lisboa e vejam este mini PA que não custa nada para tudo o que oferece. Disponível em preto clássico ou vermelho fogo.

Sobre o autor

Relacionado

Comentários